Modelo de avaliação de Kirkpatrick

Engana-se quem pensa que um curso termina quando os alunos realizam todas as atividades. Para quem conduz uma ação educacional, é importante compreender os efeitos dessa ação; dessa forma, é possível extrair lições que irão auxiliar no desenvolvimento das próximas ações educacionais. Um dos métodos mais difundidos de avaliação de ações educacionais é o Modelo Kirkpatrick. Ele é composto por quatro etapas, que vão do nível pessoal (reação) ao nível organizacional (resultados).

Embora seja amplamente utilizado em ambientes corporativos, onde é importante medir os ganhos que o investimento na educação dos colaboradores pode trazer, nada impede que esse modelo seja utilizado em instituições educacionais, como escolas e universidades.

Abaixo, trazemos os quatro passos do Modelo Kirkpatrick e algumas das perguntas que podem ajudar você em cada etapa:

Reação

Aqui, você deverá avaliar o sentimento dos alunos em relação à ação educacional que eles realizaram. Essa é a etapa mais subjetiva da avaliação, e irá ajudar você a estimar a motivação e o engajamento dos alunos. A avaliação de reação deve responder a perguntas como:

  • Os alunos gostaram do curso?
  • Como eles se sentiram fazendo as atividades propostas?
  • As expectativas em relação ao curso foram atingidas?
  • Recomendariam o curso para outros colegas?

Aprendizagem

O segundo nível da avaliação ainda é abstrato, mas menos subjetivo. Trata-se de medir o conhecimento que foi absorvido ao término de uma ação educacional. A maneira mais simples de fazer isso é por meio de uma avaliação de conteúdo (provas, testes, etc.), mas também é necessário recorrer à observação nos casos em que a ação educacional foca em habilidades e comportamentos. Algumas perguntas que norteiam essa etapa:

  • O que os alunos aprenderam ou deixaram de aprender
  • Quais habilidades eles puderam desenvolver?
  • Quais conteúdos precisam ser reforçados?

Comportamento

Neste nível, entramos na dimensão prática das capacitações. Se você trabalha em um ambiente corporativo, certamente a avaliação do comportamento será o seu foco. Aqui, é importante verificar se os alunos conseguem desempenhar as atividades para as quais foram treinados e se os valores transmitidos pela ação educacional foram incorporados no dia a dia. Por isso, verifique, faça as seguintes perguntas:

  • Houve mudança de comportamento?
  • Os alunos estão aplicando o conhecimento adquirido?
  • O treinamento ajudou no seu processo de autodesenvolvimento ou no seu trabalho diário?

Resultados

Toda ação educacional possui um objetivo, seja alterar um comportamento, disseminar valores ou ensinar habilidades. Se o seu ambiente de trabalho é uma empresa, esses objetivos são uma via de mão dupla: alunos e organização devem evoluir em sinergia. A avaliação dos resultados deve considerar os seguintes questionamentos:

  • Os objetivos de aprendizagem foram alcançados?
  • Como sua instituição se beneficiou dessa ação educacional?
  • Houve ganho de produtividade?

Avaliar suas ações educacionais é extremamente importante para aperfeiçoá-las e demonstrar sua efetividade. O Modelo Kirkpatrick ajuda a compreender não apenas o que os alunos puderam extrair de um curso, mas também os resultados proporcionados para a sua organização.

Além disso, ele pode ser um indicador do seu desempenho como profissional de treinamento e desenvolvimento. Por isso, fique atento(a) aos resultados das avaliações e use isso ao seu favor para produzir capacitações cada vez mais eficientes e engajadoras!